O Tribuna do Moxotó foi procurado pela dona de casa que está aflita com a chegada do seu genro da cidade de São Paulo, na última terça-feira, dia 19 de maio, em um ônibus clandestino.

Segundo a senhora Luzia, seu genro chegou e está dentro de sua casa junto com sua filha, uma neta e um idoso e que de imediato comunicou o caso a vigilância sanitária de Sertânia, a qual segundo ela, não houve nenhuma providência para que orientasse o rapaz no sentido de que ele não saísse de casa.

“Ele circulando pela cidade desde o dia que chegou, eu já pedi para a vigilância sanitária vim aqui em casa e orienta-lo e todos daqui a ficarem em isolamento, mas eles disseram que não podiam fazer nada, eu muito preocupada, pois minha filha desde a última sexta-feira, começou a tossir, pedi para ela ir ao hospital mas ela não quer ir. O que devo fazer?”, denunciou a dona de casa, mostrando-se bastante preocupada.

Seria interessante que a vigilância sanitária ou pelo menos um agente de saúde do bairro daquela senhora fosse em sua casa e orientasse para que esse rapaz ficasse em casa. “Ele não para, eu já pedi para ele ficar em casa, mas não adianta”, desabafou Dona Luzia, que nos pediu para gravar um vídeo para que as autoridades tomem providência.

Vamos aguardar que essa família receba a atenção que o caso merece e parabenizar a senhora Luzia pela coragem de trazer seu problema a público. “Só estou aqui denunciando porque comuniquei o caso a vigilância sanitária de Sertânia e nada fizeram, só isso”, concluiu a dona de casa.

Print Friendly, PDF & Email
COMPARTILHAR
Artigo anteriorMAIS DOIS CASOS CONFIRMADOS DA COVID-19 EM SERTÂNIA. AGORA SÃO 26 INFECTADOS E 10 EM INVESTIGAÇÃO
Próximo artigoORESTES NEVES REVERENCIA SERTÂNIA NOS SEUS 147 ANOS DE EMANCIPAÇÃO
Esequias Cardoso
Esequias Cardoso foi policial civil durante 10 anos, é jornalista de acordo com o registro profissional nº 7052/PE, é professor concursado da rede oficial de ensino do Estado de Pernambuco, graduado e pós graduado em História, pela Autarquia de Ensino Superior de Arcoverde - AESA e Universidade de Pernambuco - UPE respectivamente. Também é pós graduação em Gestão e Coordenação em Educação pela Universidade de Pernambuco - UPE. Atualmente faz Mestrado em Sociologia pela Universidade Federal de Campina Grande- Campus Sumé-Paraíba PARA ENTRAR EM CONTATO CONOSCO LIGUE (87) 9.9648.1349 ou 9.9139.9084 (whats app)

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça um comentário!
Coloque seu nome aqui