Sinceramente sertanienses nunca pensamos que iriamos chegar ao ponto de noticiar algo assim, é simplesmente surreal, mas é verdade. Criança de 11 anos está sendo proibida de assistir aulas em escola da cidade, onde foi matriculada.

A denúncia é do pai da criança, que já recorreu a promotoria de justiça e até ao conselho tutelar. Segundo ele, tudo isso não passa de picuinha política, típico do atual governo que cada vez mais se caracteriza pela perseguição aos contrários, e quem tiver dúvida basta observar as ações na justiça que foram ganham por funcionários que tiveram que bater às postas do judiciário para ver seus direitos restabelecidos, num fato vergonhoso.

Agora estamos com isso, a prefeitura de Sertânia, através da secretaria de educação, simplesmente proibiu a menina de 11 anos a subir no ônibus e assistir aulas na escola Agrícola (colégio das freiras) onde a mesma está matriculada. A justificativa da prefeitura de Sertânia é que a criança mora na zona rural e que deve assistir aula na escola daquela localidade, só que a criança mora a 10 km da escola da zona rural e a 13 km da escola onde está matriculada na cidade de Sertânia, ou seja, apenas 3 km de diferença, além do mais a van, passa na porta da casa da criança para vir para a cidade.

“O carro que transporta os estudantes, uma van que leva os estudantes para a escola da zona rural tem a capacidade de até 16 estudantes, mas circula por aquela comunidade muitas vezes com 30 estudantes, isso ninguém ver e nem toma providência, enquanto a que leva para a cidade vai e vem quase vazia, com poucos estudantes, sem contar que existem outros alunos na mesma situação da filha do denunciante, mas que eles deixam estudar na cidade, a birra é com a filha desse agricultor, por será??”, pergunta um morador residente nas proximidades do denunciante e que tem um filho estudando no 9º ano em uma escola na cidade.

“Já procurei a promotoria de justiça e também o conselho tutelar e acredito que deverá ocorrer alguma providência. Nessa briga minha filha está perdendo aula”, diz o pai da menor de 11 anos.

O Tribuna do Moxotó entrou em contato com o conselho tutelar que nos informou que nesta segunda-feira, dia 10, entrou em contato com a Promotora de Justiça para resolver essa situação e que a representante do MPPE, ou seja a Promotora  Drª. Raíssa Oliveira Santos Lima, solicitou esclarecimento a prefeitura de Sertânia, através da secretaria de educação do município sobre o fato.

Vamos esperar, pois a menor não pode estar sendo prejudicada já que está perdendo aula. Cadê o compromisso com a educação da nossa futura geração, senhor prefeito? Será mesmo picuinha política??

O fato é que tudo isso mostra o tamanho do atual governo municipal, pois ao invés de gastar suas energias para melhorar a nota do IDEB de Sertânia tenta proibir uma criança de 11 anos assistir aula na cidade e impõe sua vontade a pessoas humildades residentes na zona rural de Sertânia.

Vamos ver até onde vai essa novela, vamos acompanhar de perto. Pode até ser legal tudo isso, mas é imoral!!

NÃO ESQUEÇA DE SE INSCREVER NO NOSSO CANAL E ATIVAR O SININHO PARA RECEBER AS NOTIFICAÇÕES – NOTÍCIAS DA SERTÂNIA DE VERDADE SÓ AQUI NO TRIBUNA DO MOXOTÓ

Print Friendly, PDF & Email
COMPARTILHAR
Artigo anteriorMAIS UM HOMICÍDIO EM CUSTÓDIA: HOMEM É EXECUTADO NO BAIRRO DO CRUZEIRO
Próximo artigoSEMINÁRIO DO MPPE DISCUTE PACOTE ANTICRIME, NOVA LEI DE ABUSO DE AUTORIDADE E ACORDO DE NÃO PERSECUÇÃO PENAL
Esequias Cardoso
Esequias Cardoso foi policial civil durante 10 anos, é jornalista de acordo com o registro profissional nº 7052/PE, é professor concursado da rede oficial de ensino do Estado de Pernambuco, graduado e pós graduado em História, pela Autarquia de Ensino Superior de Arcoverde - AESA e Universidade de Pernambuco - UPE respectivamente. Também é pós graduação em Gestão e Coordenação em Educação pela Universidade de Pernambuco - UPE. Atualmente faz Mestrado em Sociologia pela Universidade Federal de Campina Grande- Campus Sumé-Paraíba PARA ENTRAR EM CONTATO CONOSCO LIGUE (87) 9.9648.1349 ou 9.9139.9084 (whats app)

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça um comentário!
Coloque seu nome aqui