EM SERTÂNIA A DIRIGENTE DO SINTEMUSE PARECE SE RENDER AOS "ENCANTOS DO PODER". NEM DE LONGE SE PARECE COM UM SINDICATO QUE VERDADEIRAMENTE SERVE PARA DEFENDER OS TRABALHADORES! LAMENTÁVEL!!

Sertânia vive um momento confuso, momento em que temos um sindicato de trabalhadores municipais, conhecido por suas batalhas travadas com mandatários do poder municipal, batalhas travadas com vitórias significativas, tempos em que sua principal representante não se rebaixava ao chicote do poderio municipal, e em nenhum momento ficou de cócoras para político algum, mas hoje o que se ver é um sindicato acanhado e parece aliado ao “patrão”, inclusive com parte de sua diretoria fazendo parte da atual gestão municipal, infringindo vergonhosamente o estatuto da entidade.

Sertânia vive sim um momento confuso, onde poetas, artistas e a classe que faz cultura em Sertânia, inerte, calados, nada declararam sobre o “rebaixamento” de Sertânia, ao deixar de listar no mapa do turismo cultural de Pernambuco, todos em silêncio de cumplicidade e até de conveniência (também para ter um lugar ao “sol” tem que fazer esse jogo mesmo) com as atrocidades que hoje sofre a cultura sertaniense. Coisa de fazer vergonha. E os coveiros da cultura continuam a produzir seus espetáculos de horror.

TRABALHADORES MUNICIPAL VAMOS SE LIGAR PRAZO TERMINA AMANHÃ PARA APRESENTAÇÃO DE UMA CHAPA PARA CONCORRER ÀS ELEIÇÕES DO SINTEMUSE

Pois bem leitor, nesta quinta termina o prazo para as inscrições de chapa para concorrer às eleições do Sindicato dos Trabalhadores Municipal de Sertânia, que ocorrem nos dias 6 e 7 de novembro, o SINTEMUSE, hoje apelidado de forma pejorativa de SINTEMUDO, dada a inércia que vive aquela entidade, formada, em sua maioria por membros do poder municipal.

“Já foi exaustivamente denunciado que a atual representante do SINTEMUSE usou aquela entidade apenas para empregar parente e de forma descarada se unir ao poder municipal, deixando todos os servidores órfãs. Nunca se viu tanta cumplicidade entre poder e sindicato”, disse um funcionário sindicalizado.

Denúncias também dão conta que a atual gestora Quitéria está realmente gostando do poder e está novamente se candidatando e nestas eleições está fazendo diferente das outras eleições, não convidou a CUT  e nem a Confederação dos Servidores municipais de Pernambuco para fazer parte do processo eleitoral e participar ativamente das eleições para livrar de qualquer fraude. Além do mais, segundo a denúncia, Quitéria, talvez se sentindo “dona do SINTEMUSE”, vem infringindo as regras do processo eleitoral, no qual o Estatuto do SINTEMUSE é regido, vêm de forma arbitrária solicitando cópias de documentos dos candidatos que compõem a chapa que irão concorrer com ela, isso não está descrito no Estatuto, trata-se de uma exigência dela. “A verdade é que essa mulher decepcionou a todos, antes era uma zuada danada, hoje não fala nada, perdeu a voz diante da conveniência do poder”,diz uma professora municipal bastante revoltada e que preferiu o anonimato.

Está na hora do “ACORDAR SERTÂNIA” e isso começa por um sindicato forte que defenda o direito do trabalhador e que tenha um ou uma representante que ofereça mais confiança aos seus sindicalizados e principalmente quando for preciso, vá às ruas mostrar toda sua indignação quando os direitos dos trabalhadores estiverem sendo castrados.

A hora é de reflexão, a hora é de mobilização, trabalhadores municipais Uni-vos!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça um comentário!
Coloque seu nome aqui