Os apenados trabalham sete horas por dia, de segunda a sexta com remuneração de um salário mínimo. Eles varrem e capinam ruas e praças 

Em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, a limpeza urbana transforma a vida de egressos do sistema prisional. Noventa e dois reeducandos que cumprem pena no regime aberto trabalham varrendo e capinando as ruas e praças. Eles são beneficiados com uma parceria que a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH) mantém com a Prefeitura de Caruaru. O objetivo é garantir que os cumpridores recomecem a vida longe do crime.

Um convênio de empregabilidade viabilizado pela Secretaria Executiva de Justiça e Promoção dos Direitos do Consumidor (SEJPDC), através do Patronato Penitenciário, garante que os apenados trabalhem sete horas por dia, de segunda a sexta, com remuneração de um salário mínimo. Para conquistar a vaga, todos passam por um processo seletivo com o acompanhamento psicológico e jurídico.

“Esse trabalho é uma chance de mostrar à sociedade que estamos cumprindo nossa pena e ao mesmo tempo estamos mudando de vida. Meu objetivo com essa oportunidade é ajudar no sustento da minha casa e fazer um curso de enfermagem”, afirma a reeducanda Evanda Gorette, 46 anos.

Os convênios não são regidos pela CLT e sim pela Lei de Execuções Penais, o que isenta o empregador de pagar 13° salário, férias e outros encargos sociais. Além de Caruaru, a parceria da SJDH também é executada em outros municípios como Recife, Olinda, Paulista, São Lourenço da Mata, Jaboatão dos Guararapes e Petrolina. “Mantemos convênio com instituições públicas e empresas privadas no intuito de resgatar a dignidade dessas pessoas e garantir que elas não reincidam no crime. Atualmente 903 apenados trabalham por meio dessas parcerias”, frisa o superintendente do Patronato Penitenciário, Josafá Reis.

Print Friendly, PDF & Email
COMPARTILHAR
Artigo anteriorTENTATIVA DE HOMICÍDIO EM SERTÂNIA: HOMEM É ATINGINDO POR DISPAROS DE ARMA DE FOGO
Próximo artigoGOVERNO DO ESTADO GARANTE RECURSOS PARA GRUPO DE ARTESÃS
Esequias Cardoso
Esequias Cardoso foi policial civil durante 10 anos, é jornalista de acordo com o registro profissional nº 7052/PE, é professor concursado da rede oficial de ensino do Estado de Pernambuco, graduado e pós graduado em História, pela Autarquia de Ensino Superior de Arcoverde - AESA e Universidade de Pernambuco - UPE respectivamente. Também é pós graduação em Gestão e Coordenação em Educação pela Universidade de Pernambuco - UPE. Atualmente faz Mestrado em Sociologia pela Universidade Federal de Campina Grande- Campus Sumé-Paraíba PARA ENTRAR EM CONTATO CONOSCO LIGUE (87) 9.9648.1349 ou 9.9139.9084 (whats app)

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça um comentário!
Coloque seu nome aqui