O jornalista Jean Wyllys de Matos acaba de anunciar por meio das redes sociais que está deixando o mandato e saindo do país por conta de ameaças que vem sofrendo contra sua integridade.

“Preservar a vida ameaçada é também uma estratégia da luta por dias melhores. Fizemos muito pelo bem comum. E faremos muito mais quando chegar o novo tempo, não importa que façamos por outros meios! Obrigado a todas e todos vocês, de todo coração. Axé!”, escreveu Jean em seus perfis.

Ex-participante do Big Brother Brasil, o professor universitário, ficou conhecido nacionalmente pela sua luta pelas causas dos movimentos LGBTs.

Em março de 2018, a então vereadora e correligionária Marielle Franco, foi assassinada.A partir daquele acontecimento, Jean Wyllys passou a ser escoltado pela polícia.

Também em 2018, a Polícia Civil do Rio de Janeiro descobriu um plano para assassinar o então deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL-RJ). O crime aconteceria no dia 15 de dezembro, quando Freixo participaria de um encontro com professores. Marcelo Freixo se elegeu deputado federal, nas eleições do ano passado, sendo o segundo mais votado do Rio de Janeiro, com 342 mil votos.

Com informações da folha.pe

COMPARTILHAR
Artigo anteriorMENOR DE 17 ANOS É APREENDIDO E ENVIADO PARA FUNASE EM ARCOVERDE
Próximo artigoSINSPIRE TRAZ PARA PRAÇA DO ARSENAL O PROJETO CUBANA DE RUA
Esequias Cardoso
Esequias Cardoso é professor concursado da rede oficial de ensino do Estado de Pernambuco, graduado e pós graduado em História, pela Autarquia de Ensino Superior de Arcoverde - AESA e Universidade de Pernambuco - UPE respectivamente. Professor do Programa de escola Integral , atuando na Escola de Referência em Ensino Médio Olavo Bilac - Sertânia. Atualmente está fazendo especialização em gestão e coordenação em educação (pós graduação). PARA ENTRAR EM CONTATO CONOSCO LIGUE (87) 9.9648.1349 ou 9.9139.9084 (whats app)

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça um comentário!
Coloque seu nome aqui