OS FILIADOS DO SINTEMUSE ESTÃO COBRANDO UMA POSTURA MAIS DURA POR PARTE DA DIRIGENTE DA ENTIDADE COM RELAÇÃO AO SILÊNCIO DO PREFEITO DE SERTÂNIA AS REIVINDICAÇÕES DOS PROFESSORES

Em meio a um silencio ensurdecedor de quem está representando a classe dos trabalhadores de Sertânia, o SINTEMUSE tem sido destaque na Omissão em não representar seus filiados, logo desde da semana retrasada que professores estão cobrando ATITUDE da presidente do Sindicato, pois a classe dos professores municipais até agora está esperando resposta sobre o ENQUADRAMENTO, que a Atual Gestão ficou de passar e até agora nada, numa total falta de consideração não só com a entidade mas com seus filiados.

É de ficar indignado com essa atitude omissa e obscura que o SINDICATO está tendo, oportuno lembrar que, são essas pessoas que de tempos em tempos, afrouxam as fibras das lutas sociais, se calando diante de um terrorismo ultrapassado, e até se rendendo as graças do Poder.

Essa OMISSÃO parece está mais para agradar o PATRÃO do que mesmo a classe que está sendo prejudicada.

Os SINDICATOS carregam uma história marcada por lutas frequentes em busca de melhores condições de trabalho e remuneração compatível com a atividade que desenvolvem.

FAZ TEMPO QUE OS FILIADOS COBRAM UMA POSTURA MAIS ENÉRGICA DA PRINCIPAL DIRIGENTE DO SINTEMUSE. “OBSERVA-SE UMA CERTA INÉRCIA POR PARTE DELA”, DISSE UM FILIADO.

VER MATÉRIA ALUSIVA A FOTO:

http://diariodesertania.blogspot.com/2017/01/fazendo-o-jogo-do-patrao-dirigente-do.html

Em nossa cidade as coisas acontecem diferentes, o que se ver é uma entidade com dirigentes atrelados ao poder, ou seja, fazendo do SINDICATO um quintal da casa deles e com isso sofrem diversas categorias. “Essa omissão é repugnante, pois joga a autoestima de tais servidores no lixo, se arrastando na esteira da mesmice e do oportunismo, tendo interesses de funcionários comandados por uma pessoa que parece não enxergar mais do que o próprio umbigo e o próprio bolso. Tanto que ao assumir o comando do SINTEMUSE, a primeira coisa que fez foi empregar uma parente. Tornando aquela entidade com uma história respeitada, um sindicato nepotista, descaracterizando-o totalmente”, disse um atento filiado que pediu para não ser identificado.

E continuou: “O que vemos é muita encenação, fotos, discursos vazios, tapinha nas costas, sorriso largo, vaidade, turismo, perdularidade, e farra com o dinheiro dos filiados, nada mais”, complementou.

“Estamos sabendo que a presidente n’uma atitude improba, fugindo da representação das classes, e atendendo ao ego pessoal, achou por bem comprar um terreno nas mediações do açude de barra, dizendo servir para área de lazer de todos os filiados. Pode isso??”, indagou outro filiado.

O Tribuna do Moxotó, através de sua assessoria jurídica, está se inteirando desse fato, para puder levar aos tribunais superiores, já que parece que essa ação tomada pela dirigente do SINTEMUSE pode caracterizar desvio de finalidade. No entanto só vamos ter essa certeza após provocarmos o MPPE, o qual também ficará ciente de que a maioria dos dirigentes daquela entidade, que ainda hoje não foram substituídos, estão em cargos comissionados na atual administração. Pelo menos não se tem notícia de que foram substituídos. São secretários, diretores de escola, etc, e que estão como representantes da classe. Como pode??

Soubemos que o estatuto do SINTEMUSE, quanto a esse fato, é claro, havendo concretizado tamanha irregularidade, terá que haver outra eleição.

Mas a despeito de tudo isso, muitos sindicalizados estão se perguntado: Cadê as ações???? Cadê a presidenta combatente??? Na verdade o que parece mesmo é que ela está aí ao lado do chefe do executivo municipal, falando exatamente a mesma língua dele. Será???

Cadê aquele discurso feito na última manifestação?

O prefeito silenciou e até agora não se pronunciou sobre o enquadramento. Apenas o presidente da Câmara de Vereadores, o irmão do prefeito, em seu discurso na reunião da Câmara alguns dias atras disse que o prefeito iria realizar o enquadramento, mas no momento oportuno, deixando claro que os professores terão que ter paciência e esperar por sua boa vontade.

Vamos ver o que vai fazer a representante do SINTEMUSE diante disso tudo, pois no momento o que se ver é uma pessoa inerte, acanhada e medrosa.

Vamos esperar a postura dela, pois já se sabe que os professores municipais estão impacientes e querem uma resposta rápida dessas e outras reivindicações.

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça um comentário!
Coloque seu nome aqui