Depois de muita pressão dos vereadores da oposição, de feirantes e da população em geral, o prefeito de Sertânia, volta atrás e suspende a o famigerado decreto onde proibia a feira livre de domingo a quarta.

A reunião entre os membros da oposição, com representantes dos feirantes, vereadores da situação e alguns membros do governo municipal (O prefeito Ângelo, autor do decreto não foi a reunião), aconteceu na manhã desta terça-feira e após exaustiva discussão ficou acertado que o decreto será suspenso pelo menos esses 30 dias para novas discussões.

Ficou claro que o prefeito que queria “empurrar de goelo abaixo” uma decisão sem discussão e após mobilização de todos, inclusive, dos feirantes que o problema não pode passar por uma decisão de uma pessoa só, mesmo que essa pessoa aches-se dona do mundo e senhor da razão.

O VEREADOR VANDO AO LADO DO ADVOGADO CELESTINO: AO LADO DOS FEIRANTES 

A reunião, que foi arquitetada pelo asseclas do prefeito para evitar que os feirantes invadissem a Câmara nesta terça-feira, na reunião que é realizada a noite, foi feita sem o convite aos vereadores da oposição, que souberam através dos feirantes.

“O problema é que esse pessoal tá pensando que pode tudo, a família mandando no legislativo, no executivo, na secretária de governo municipal, todos parentes, irmãos, sobrinhos e tudo mais, e acham que podem fazer o que bem quer e não é assim. Os feirantes merecem respeito e decisões com estas não podem ser tomadas na calada da noite, há de se trazer para discussão, o povo merece respeito. Ele só suspendeu por 30 dias, mas os feirantes não aceitam esse decreto.  Vamos fazer ele revogar e depois discutir o que é melhor pra todos”, disse o vereador Vando do Caroá, vereador que lutou e muito para ver os direitos dos feirantes restabelecidos.

O vereador Ivan no momento  da reunião foi bastante  criticado por dizer que a feira livre de Sertânia está acabando. Os feirantes não aceitaram esse argumento e disseram que o vereador não pode vir com esse argumento, pois ha muito tempo que ele não frequenta aquela feira. “Como ele pode falar isso se ele há muito tempo foi ali,quem sabe da feira somos nós e quem a frequenta. Tudo vale para agradar o chefe”, disse-nos um feirante revoltado com a postura do vereador.

O prefeito Ângelo Ferreira mostra mais uma vez, com essa suspensão do decreto que além de fazer um governo medíocre, faz uma administração se rumo e que não sabe o que quer e com isso angustia o povo sertaniense.

É verdadeiramente o governo do caos!

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça um comentário!
Coloque seu nome aqui