PERNAMBUCO VAI MUDAR Assunto : Senador Armando Monteiro lanca candidatura a governador de PE pela coligacao Pernambuco vai mudar Recife / PE 11 / 06 / 2018 FOTO : Leo Caldas
A Frente das Oposições de Pernambuco oficializou nesta segunda-feira (11), num evento prestigiado com representantes de todas as regiões do Estado, as pré-candidaturas do senador Armando Monteiro (PTB) ao Governo de Pernambuco e do deputado federal Mendonça Filho (DEM) ao Senado. O tom do evento foi de grande mobilização com os pernambucanos pela mudança. “Vim hoje aqui celebrar a esperança, falar do futuro e convocá-los para que, juntos, possamos mobilizar todas as forças de Pernambuco. Nós precisamos construir a unidade lá fora, convocar os pernambucanos de boa vontade para que, juntos, superando preconceitos, possamos nos juntar para recuperar em Pernambuco o tempo que perdemos”, destacou Armando Monteiro, informando que os pré-candidatos começarão a percorrer todas as 12 microrregiões do Estado a partir desta semana.
Segundo o pré-candidato a governador, o projeto da Frente das Oposições busca construir um novo caminho para Pernambuco, com mais saúde, mais segurança pública, mais educação, mais oportunidades de empregos e inclusão social. O petebista, que foi candidato ao governo na eleição de 2014, disse estar preparado para enfrentar os desafios. “Eu assumo o compromisso de representar essa Frente e a Pernambuco eu procurarei dar na campanha e amanhã, se esse for o desejo dos pernambucanos o melhor da minha energia, da minha crença do meu trabalho, entusiasmo e amor por Pernambuco”, cravou Armando Monteiro.
O nome de Armando Monteiro foi indicado após uma ampla discussão na Frente das Oposições. O processo de escolha demonstrou grande unidade entre as lideranças, todos imbuídos no espírito público de oferecer um projeto que coloque Pernambuco em novo patamar de crescimento. No decorrer dos últimos meses, o grupo percorreu todas as regiões de Pernambuco, ouvindo a população e coletando sugestões para formatação do futuro programa de governo.
De acordo com Mendonça Filho, além de oferecer melhores serviços públicos à população, a caminhada será de mobilização para resgatar o prestígio e a vocação de liderança que o Estado sempre teve no cenário nacional. “A gente tem o desafio de envolver os pernambucanos e fazer com que os pernambucanos se mobilizem. O governo atual está desgastado, desacreditado e não há liderança à frente do governo de Pernambuco. O horizonte Pernambucano é estreito se continuarmos neste caminho. Essa missão é nossa, de Armando, minha, dos deputados estaduais, federais, vereadores, prefeitos, vice-prefeitos, de todos, mas esta é uma missão do povo. Temos que mostrar ao Brasil o que é Pernambuco, a diferença do povo Pernambucano”, destacou o pré-candidato ao Senado.
Para o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB), o nome de Armando Monteiro foi escolhido por unir todos os sentimentos da sociedade, dos trabalhadores urbanos aos rurais, aos estudantes, aos micro e pequenos empresários, aos servidores públicos, entre outros segmentos, para que pudesse unir os pernambucanos para dizer que a esperança vai voltar e que é possível sim retomar a força que Pernambuco sempre teve. “Algo me diz que este sentimento de mudança se consolida em todas as regiões, em todos os municípios. Por isso, Armando, esta eleição é como se fosse a minha eleição. Você está sendo convocado para o mais adverso momento da história política e economia de Pernambuco”, enfatizou Bezerra Coelho.
O deputado e presidente estadual do PSDB, Bruno Araújo, frisou Pernambuco cobra altivez dos seus homens públicos. “No momento político que o Brasil vive, precisamos de alguém que tenha firmeza, coragem, coerência, compromisso com seus princípios e a experiência de Mendonça. Com Mendonca no Senado teremos naquela casa o melhor da política pernambucana”, disse o
O projeto da Frente das Oposições possui grande lastro político e é representado em todas as microrregiões de Pernambuco. O peso político e histórico pode ser medido com a presença de cinco ex-governadores no palanque – além de Mendonça Filho, os ex-gestores Roberto Magalhães (DEM), Gustavo Krause (DEM), Joaquim Francisco (PSDB) e João Lyra Neto (PSDB) -, bem como lideranças nacionais, a exemplo do senador Fernando Bezerra Coelho (MDB), os deputados federais Bruno Araújo (PSDB) e Daniel Coelho (PPS), além de deputados estaduais, prefeitos, vereadores, trabalhadores e representantes de setores da sociedade civil organizada. O grupo reúne os partidos PTB, DEM, PSDB, PRB, Podemos, PV e PPS.

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça um comentário!
Coloque seu nome aqui