A DIRIGENTE DO SINTEMUSE "DISCURSANDO" PARA O PREFEITO. ESQUECEU OS SINDICALIZADOS.

O atual quadro pelo qual passa o município, com uma administração que parece escolher a dedo seus ungidos, onde o trabalhador tem que bater sempre às portas do MPPE para ver seus direitos assegurados, onde tem um sindicato muito mais preocupado em agradar o patrão do que ao trabalhador, observando tudo isso e muito mais que poderia ser citado aqui, mas o sertaniense está observando, ornando desnecessário aqui elencar, o trabalhador do município de Sertânia não tem muito o que comemorar. Mas a a pergunta que permeia no momento é:

De que vale esse SINDICATO?

Todos os SINDICATOS carregam uma história marcada por lutas frequentes em busca de melhores condições de trabalho e remuneração compatível com a atividade que desenvolvem. Em nossa cidade as coisas acontecem diferentes,fincaram os tentáculos do SINDICATO como se fosse um quintal da casa deles, onde diversas categorias tem sofrido derrotas, tendo ficado no casuísmo arregado e caracterizado por essa omissão repugnante, jogando a autoestima de tais servidores no lixo, se arrastando na esteira da mesmice e do oportunismo,tendo interesses de pessoas comandadas por uma pessoa que não enxerga mais que o próprio umbigo e o próprio bolso. Tanto que ao assumir o comando do SINTEMUSE, a primeira coisa que fez foi empregar uma parente. Tornando o sintemuse um sindicato nepotista, descaracterizando sua história.

EM SERTÂNIA, A DIRIGENTE DO SINTEMUSE, PARECE QUE SE RENDEU AOS “ENCANTOS DO PODER”. NEM DE LONGE SE PARECE COM UM SINDICATO, QUE VERDADEIRAMENTE SERVE PARA DEFENDER OS TRABALHADORES! LAMENTÁVEL!! (NA FOTO A PRINCIPAL DIRIGENTE DO SINTEMUSE AO LADO DO PREFEITO ÂNGELO FERREIRA “COMEMORANDO O DIA DO TRABALHADOR”)

Muita encenação,fotos,discursos vazios,tapinha nas costas, sorriso largo, vaidade,turismo, perdularidade, e farra com o dinheiro dos filiados. Cadê as ações???? Cadê a presidenta combatente??? Na verdade está aí ao lado do chefe do executivo municipal, falando exatamente a mesma língua dele. Ela compareceu a uma “comemoração” pífia e que, pelas informações, só compareceu poucos trabalhadores e alguns dos ungidos do prefeito.

Se rendeu as graças e as benesses do poder? Será que vendeu a alma de 700 filiados ao diabo? O fato é que pelo que parece a atual gestão do SINTEMUSE, formada por membros que ocupam cargos comissionados na atual administração municipal, ferindo frontalmente o que diz o estatuto da entidade, não suporta e não respeita o contraditório, e o destempero é demonstrado quando os servidores apontam erros, criticando a administração da atual principal representante desse sindicato, ela, de forma furiosa, taxa essas pessoas de “inimigos do sindicato”, numa prova de que não suporta ser contrariada.

Então diante de tudo isso um sindicalizado disse lamentando: “que pena, parece que transformaram o sindicato em balcão de barganhas e em tráfico de interesses pessoais”. A frase foi dita quando este observou o ar de satisfação do prefeito na foto ao ver que a principal dirigente do SINTEMUSE discursar em seu evento. “Ela está dizendo exatamente o ele quer o ouvir. Triste isso!”, concluiu o humilde trabalhador que com medo de ser perseguido pediu para não ser identificado.

“Vejo tudo isso com muita preocupação, pois vejo essa atual direção do Sindicato dos Trabalhadores Municipais apática e em silêncio diante de tantas arbitrariedades cometidas pela gestão municipal. Servidores Municipais estão sofrendo com as perseguições com corte de horas extras, insalubridade, periculosidade, professores sendo prejudicados com corte de 50 horas/aulas reduzidas, mexendo no salário da classe, e o que é pior: estão dando oportunidade a CONTRATADOS, contratados que por “coincidência”, são partidários do prefeito. Este SINDICATO tem história de lutas e vitórias e ao meu ver não pode ser dirigido por uma pessoa OMISSA. Mas do que ninguém ela sabe que seu dever é representar seus filiados, ou seja os trabalhadores municipais, e não silenciar, se omitindo de forma escandalosa e covarde, negando assim  o devido enfrentamento”, disse o advogado João Neto, responsável por algumas ações contra a atual administração no tocante a questões mencionadas por ele .

Está claro que todas as demandas têm sido deixadas para serem resolvidas no último momento, ou seja, ao bel prazer do patrão (leia-se prefeito) e assim, todos os filiados têm pagado um preço amarga, colecionando derrotas e mais derrotas para todas as classes. É hora de demonstrar de que lado está a atual dirigente do SINTEMUSE.  Seu silêncio incomoda, sendo assim ensurdecedor.

A pergunta que mais se escuta é: PARA QUE SERVE O SINTEMUSE?

Nós do Tribuna do Moxotó parabenizamos todos os trabalhadores sertanienses, já que o SINTEMUSE sequer foi capaz de elaborar uma nota lembrando que são eles, os trabalhadores que movem a nossa economia e buscam,com seu trabalho, fazer uma Sertânia cada vez melhor e igual.

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça um comentário!
Coloque seu nome aqui